Além de você, há:

Arquivos

A Moderna Democracia Brasileira [Parte I]: Do Palhaço Analfabeto….

Os leitores assíduos deste blog sabem que acho que a malfadada Lei do Ficha Limpa é uma excrescência jurídica que endereça o efeito e não a causa do problema político essencial que assola a nação brasileira.

Não gosto de ser redundante e ficar remoendo temas já debatidos. No entanto, eu não pude deixar de notar que o pleito deste fim-de-semana ilustrou com eloquência o que é Brasil do voto obrigatório.

De um lado, não se pode reclamar da representatividade do Brasil do voto obrigatório. Com a exceção dos pagodeiros e fãs de melodrama televisivo – que a despeito de empenharem sete milhões setecentos e setenta e três mil trezentos e vinte e sete votos não conseguiram emplacar Netinho no Senado Federal – o resultado das urnas mostra que o voto obrigatório transfere para os corredores do poder um espelho da sociedade que é forçada a votar.

Vejam os exemplos. Os abestados da nação estão bem representados pelo Tiririca no Congresso. Os atletas, os indisciplinados e os marrentos elegeram Romário. Aliás, como a categoria de “aficionados do futebol” é uma parcela significativa da população brasileira, nada mais justo que tivessem vários representantes: Bebeto, Danrlei e Marques saíram consagrados pelas urnas.

Também não faltam representantes de outra categoria social importante, constituída daqueles que decidem limitar seu consumo cultural às novelas e programas televisivos de variedades. Carregam essa importante bandeira intelectual os eleitos Wagner Montes, Stepan Nercessian, Miryan Rios e o ex-BBB Jean Wyllis.

Isso sem falar de outros que, mesmo não conseguindo se eleger, obtiveram votação expressiva.  Leandro do KLB, por exemplo, obteve mais de sessenta mil votos.  Certamente sofreu em função de boa parte do segmento “tietes de pop romântico nacional” ainda não ter idade suficiente para votar.

É isso que acontece quando se força o cidadão apático à política a exercer o voto. A dona de casa que só presta atenção na novela das sete vai votar no Stepan Nercessian por ser este o único rosto que ela reconhece na disputa. Quem só quer saber de futebol vota no seu ídolo em campo. Quem acha que ser forçado a votar é uma besteira se vinga impondo ao país a vitória esmagadora de um palhaço analfabeto. E por aí vai.

A moral da história é clara. Com o malfadado voto obrigatório, o país está condenado a  ter representantes tão engajados na política quanto o são os eleitores involuntários.

(…amanhã continua…)

16 comments to A Moderna Democracia Brasileira [Parte I]: Do Palhaço Analfabeto….

  • Marco Aurélio Choy

    E o pior… o TIRIRICA é ficha LIMPA, detalhe apenas é o analfabetismo.

  • Prof. Diomédio

    O Tiririca é analfabeto, e o STF é o que, que não teve a responsabilidade de decidir a Lei da Ficha Limpa e agora estamos sujeitos a termos na política pessoas como Maluf. A lei é incostitucional e o Maluf e muitos outros são o quê?

  • Alex Mamed

    Mas o legislativo é tão somente, e apenas, isso: reflexo da sociedade!

    Eita cambada de gente sem compromisso!

  • Ney Bastos

    Minha opinião é muito clara, voto e facultativo e abaixo a lei seca, aí o povo vai beber todas e não vai votar!

  • Carlos Brito

    Caro Dr. Daniel,

    Fiquei confuso com seu poste. Seu grau de sapciencia é incontestável, acompanho seu blog e seu da qualidade dos temas postados por vossa senhoria, embora faça as vezes seu próprio juízo de valor, mas conquanto a matéria acima senti um resquício de ressentimento e inveja de sua parte nesta postagem.

    Os citados acima não são muito diferente dos pederastas, sonegadores, traficantes, pedófilos e etc., que estão atualmente no poder, tanto do nosso estado quanto no país em geral.

    No Brasil é assim! Esses políticos vem do povo ou o sr. queria algo diferente? Afinal de contas, nossa cultura é de ser malandro e corrupto. E como diria as bocas pequenas: quem tbm n roubaria, né?!

    Certo de que seu comentário foi injusto e de sua acessão pela democracia, renovo meu apreço.

  • Eduardo Bonates

    O que é pior: Tiririca ou Maluf? Analfabetos ou acusados de tráfico (o Amazonas tem deputados eleitos com este “probleminha”)?

    É, o Brasil caminha a passos largos para se coroar de vez como uma grande República de Bananas!

  • Jocione Souza Junior

    Em um país onde a educação e a consciência política não são prioridades o resultado é obvio ou ainda onde votos são vendidos por quantias irrisórias comparadas ao poder de tal ato tão somente nos resta sermos vítimas de tais aberrações ou melhor “celebridades” em nosso legislativo.

  • Renan Alves

    Concordo plenamente com o voto facultativo. Quanto ao Tiririca, vamos deixar de preconceito. AFinal de contas, nós, que sempre fomos feitos de palhaços por essa maioria de corruptos politiqueiros, agora temos um legítimo represente, um palhaço autêntico. Essa excrecência constitucional de proibir analfabeto de se eleger tem que acabar ou, pelo menos, tem que valer para todos. Por exemplo: por que os candidatos não se submetem a algum tipo de prova que aborde os vários temas jurídicos com os quais eles vão lidar? Enquanto isso não ocorre, que venha o Tiririca.

  • [...] A Moderna Democracia Brasileira [Parte I]: Do Palhaço Analfabeto…. [...]

  • ANA ESMELINDA( advogada)

    Em polvorosa

    O poder concursado está em polvorosa. O maior indício é a fabricação de uma polêmica – “o caso de Tiririca” – e seu esforço para mantê-lo vivo nos jornais.

  • Fabão

    Concordo com os comentários. Acho melhor o Tiririca que os corruptos que já estavam (e muitos continuarão) lá.

    Não entendo esse melodrama em cima do nome do palhaço. Quem sabe ele não tenha boas propostas para a cultura e artes? O assessor poderá traduzirá suas idéias em projetos de lei.

    O eleitor cansou de, entra eleição, sai eleição, continuar a roubalheira. O voto em Tiririca, como em outros congêneres, representa a possibilidade real de deixar PELO MENOS UM corrupto de fora, que perderá a vaga para o novo político. Pelo menos ainda não roubou, é inocente até prova em contrário.

  • Thirso

    Trocar um corrupto por um analfabeto é trocar seis por meia duzia. O país, talves, pare de ser furtado. E digo talves por que o analfabetismo do deputado não garante uma blindagem contra a corrupção do sistema. E acredito que até facilite sua adesão ao sistema podre.

  • O pior do Tiririca não é o fato dele ser analfabeto, mas que ele elegeu uns corruptos, inclusive um mensaleiro.

    A conclusão é que não vão acabar tão logo com a obrigatoriedade do voto pois não é de interesse deles.

  • Barbara

    “Talves” ?? E O TIRIRICA ANALFABETO? SOMENTE ELE?

  • Agora é 45

    O Fabão falou tudo e alguns outros comentaristas também.
    O que provoca inveja é alguem que era um retirante obter uma votação dessas e outros com tantos “títulos”, obtém migalhentos votos insuficientes.
    Pior é quem nunca viu dinheiro como a “nossa” senadora que levou a vaga do Artur, ser “ungida” pelo$$$$$ patrocinio$$$$$ do Braga e Omar e ter que ir ao oxigênio, maS LEVOU.
    Quem foi inteligente e “inventou” o Tiririca sem gastar um tostão furado pode ter sido o Protógenes.

    Nas eleições brasileiras o que vale é isso, a esperteza.
    Enquanto isso os cães ladram e a caravana passa. Parabéns aos eleitos enquanto suportarem as ações contra eles e lá estiverem. Boa Eleição.

  • Como já disseram aqui, o Tiririca não é pior que o Maluf, com toda sua carreira, trabalho e conhecimento político.
    Acho que a maior representação do analfabetismo político do eleitor é o Sarney, q. O Tiririca é o menor dos nossos problemas.

Leave a Reply

  

  

  

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>