Além de você, há:

Arquivos

O TJ e a Máquina do Tempo

Prezados leitores, não sei se as situações inusitadas ficarão a meu cargo, pois acho que cabem muito mais ao Fábio, mas tenho outra a noticiar.

Em uma Ação sentenciada em maio do corrente ano, meu cliente sofreu um revés. Manejei ainda no mesmo mês a apelação e desde lá aguardo pelo despacho determinando a subida para análise do Tribunal, visto que não houve apresentação de contra-razões.

No fim do mês de agosto fiz a consulta diária da demanda e deparei-me com uma situação no mínimo curiosa. Analisem a tela abaixo:


Não sei se perceberam a data das movimentações, se não, reparem.

Este post foi produzido no dia 10/09/2009.

Pois bem, observem bem a última movimentação: data – “28/09/2009“. Que dia é hoje? Sim, sim, você viu isso mesmo, o TJ pode ir para o futuro, meus caros!!! Essa movimentação apareceu no dia 28/08/2009, ou seja, o TJ está um mês adiantado.

Daria até mesmo um filme: “Têjota Para o Futuro”!

Senhores vosso Tribunal está no futuro, mas não é isso que me causou espanto. O que me deixou realmente assustado foi uma suposição simples: se as movimentações podem receber datas futuras, podem também receber datas pretéritas?

O sítio do TJ não é à prova de falhas, longe disso, e o erro acima só causa problemas ao meu cliente, pois sendo o processo virtual, sempre que o Juiz abre sua pasta de pendências no sistema aparece o despacho depois da certificação determinada.

A mim, este equívoco demonstra a fragilidade do sistema adotado pelo Tribunal de Justiça do Amazonas, e a partir deste episódio vou passar a arquivar os espelhos antigos dos processos, pois sabemos que acidentes acontecem, e despachos, certidões, mandados, publicações podem sumir sem deixar quaisquer vestígios.

Espero que esse seja um caso único e isolado, e mesmo assim já merece uma atenção especial por parte da OAB e do sistema de informática do TJ, que deve também garantir a inviolabilidade das informações inseridas no famigerado SAJ.

3 comments to O TJ e a Máquina do Tempo

  • Fabio Lindoso e Lima

    Luis,

    A falha é, de fato, assustadora e merece a atenção da Ordem.
    Agora, Têjota para o futuro foi impagável.

    Parabéns!

  • Rodrigo

    Fica até chato eu comentar, pois vai parecer enfadonho e mesmice, porém, mais uma vez, o assunto que vem a baila são os problemas do TJ-AM. Quando não são os servidores é o “servidor” de informática. É, porque vão alegar que é um “bug”. Não tenho dúvidas.
    Mas eu acredito nas pessoas, ainda, e sei que isso uma hora vai mudar.

  • Caro Luis Felipe, longe de ter o sistema de automação do TJ como infalível, arrisco um palpite: o funcionário da vara digita o despacho no “word” e depois “alimenta” o sistema manualmente.

    Se utilizasse o proprio editor de texto do sistema, a data correta ficaria “amarrada” e esse tipo de equívoco não ocorreria.

    Estamos numa fase de transição, semelhante a substituição das velhas máquinas de escrever por computadores. Alguns funcionários não conseguem acompanhar a evolução e ainda trabalham à moda antiga. Mas é uma questão de tempo.

    Abraços.

Leave a Reply

  

  

  

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>