Além de você, há:

Arquivos

Bem-vindos ao bLex

Caros amigos,

Há alguns anos, o simples ato de se publicar um blog era algo significativo. Afinal, esta fantástica e democrática ferramenta inaugurou uma nova época da comunicação social, em que a voz de um único indivíduo passou a ter o mesmo alcance global que antes era reservado aos conglomerados de mídia. Quem teve a visão (ou sorte) de montar um blog na alvorada desta nova era teve seu pioneirismo recompensado com imensas listas de fieis leitores e, em alguns casos, a possibilidade de impactar eventos históricos a partir de suas opiniões.

Na trilha desses desbravadores virtuais seguiram (literalmente) milhões de internautas mundo afora. Hoje a blogosfera já não é nenhuma novidade, blogar já quase é verbo, problogger é profissão e existe uma imensidão sem fim de blogs que são criados todos os dias. A era de ouro para lançar um blog certamente já se passou. Se dezenas de milhares de blogs novos são criados a cada dia, outros tantos são abandonados pelos seus criadores diante da futilidade de sua existência.

Porque, então, iniciar a publicação de um blog a essa altura do campeonato? Afinal de contas, um novo blog só merecerá destaque da multidão se for verdadeiramente relevante para o público-alvo que busca atender.

Além disso, tanto a sociedade amazonense quanto a comunidade jurídica em geral estão muito bem servidas de blogs. O já clássico Blog do Holanda é fonte de notícias locais bem como de análises (nem sempre corretas) do universo político do Amazonas. O excelente Diário de Um Juiz mostra o dia-a-dia do judiciário, tal como visto pelos olhos de Sua Excelência, Dr. Carlos Zamith Junior, respeitado juiz criminal de nosso Estado. No popular Diário de Um Advogado Criminalista, o Dr. Christhian Naranjo faz a divertida e inusitada crônica do cotidiano forense criminal do ponto de vista do defensor dos acusados. Estes dois últimos, vale salientar, estão listados no rol de blogs do Jus Navegandi, que também oferece um seleto blogroll com opções para todos os gostos no âmbito jurídico.

Assim sendo, repete-se a pergunta: porque se dar ao trabalho de publicar o bLex?

A resposta é simples. O bLex é diferente.


O bLex é um blog coletivo.

É escrito e editado por vários autores diferentes, ao invés de ser obra de um único indivíduo. Excetuadas situações especiais (como a deste post) cada autor assina sua respectiva obra. Além de se valer de corpo próprio de Editores e Colaboradores, o bLex contará com posts de Convidados e apreciará submissões de posts de terceiros. No demais, a participação dos leitores via comentários e a interação dos autores com a comunidade é parte elemento essencial para o sucesso deste projeto.


O bLex é escrito do ponto de vista de profissionais atuantes nos ramos da Advocacia Empresarial (e do Direito Eleitoral).

O corpo permanente do bLex é composto de profissionais que, em sua maioria, são ligados ao Jacob & Nogueira Advogados. Isso significa que tem larga experiência na defesa de interesses empresariais. O dia-a-dia forense de nossos advogados se caracteriza pela atuação em prol de interesses corporativos em lides de todo o gênero (questões civis, consumeristas, tributárias, de propriedade intelectual, trabalhistas, arbitrais, societárias e administrativas, só para citar algumas). É esta atuação profissional que define a linha editorial do blog. Alguns autores também atuam na esfera do direito eleitoral, e farão suas contribuições neste ramo do Direito.


O bLex abordará seus temas tanto a partir da análise técnica e jurídica, quanto sob o enfoque do cotidiano.

O bLex é um blog sobre Direito, Justiça e Atualidades. Nós pretendemos alternar posts mais leves e acessíveis sobre o dia-a-dia do advogado empresarial com verdadeiros artigos jurídicos com análise detalhada e aprofundada dos aspectos técnicos do tema discutido.


O bLex tem Conselho Editorial.

Apesar de ser um simples blog, o bLex é fruto do trabalho de uma coletividade. Daí porque a necessidade de montar um Conselho Editorial, que definirá os padrões de qualidade e a sua linha editorial. É esse mesmo Conselho deliberará sobre a publicação de posts ou artigos submetidos por terceiros.


O bLex tem como missão provocar reação dos leitores.

E essas reações nem sempre serão agradáveis! Os advogados que escrevem este blog são acostumados a exercitar pensamento lateral e a exercer raciocínio criativo para tentar enxergar todos os ângulos de um problema. Pensar fora da caixa é, por definição, construir reflexões heterodoxas que podem (e devem) provocar o intelecto alheio. Às vezes, a reação dos interlocutores pode ser a de veementemente se contrapor ao raciocínio original. Na concepção do bLex, essa reação (desde que, por óbvio, respeitados os limites da civilidade e da discussão lógica) é absolutamente salutar. Os membros do bLex acreditam no poder construtivo da dialética, e não é impossível que o autor de uma idéia provocadora e controvertida seja convencido da falácia de seu próprio argumento inicial. O importante, no entanto, não é quem “ganha o argumento” mas sim a própria dinâmica da troca de idéias.

Em suma, é mais que blog: é bLex.

Ficamos honrados com a visita, e o convidamos a sempre retornar.

Visite também a ficha técnica do bLex, que será constantemente atualizada e mantida neste link.


Editores e Colaboradores do bLex.

6 comments to Bem-vindos ao bLex

  • Parabéns pela ótima iniciativa !

  • Esqueci de perguntar: eu posso incluir um link no meu blog com referência ao Blex?

  • Daniel Fábio Jacob Nogueira

    Caro Professor Marcelo.

    Claro que pode, e ficaríamos honrados com a referência. Estamos ainda estamos organizado a nossa seção de links, mas com certeza incluíremos um atalho ao excelente Manaus Jurídica.

  • Já fiz a referência. Conte comigo como leitor e divulgador do bLex.

  • Mário Nogueira

    Primeiro, meus parabéns pela iniciativa, não sou advogado, mas tenho interesse pelo assunto e espero que vcs não esqueçam de quem é semianalfabeto em judiquês, certamente serei um leitor infiel (destes e de outros) e como não poderia deixar de ser, faço aqui a minha primeira discordancia.

    Para quem busca a popularidade das multidões talvez o momento de ouro para se iniciar nos blogs tenha passado, mas para quem quer estabelecer uma porta (neste caso seria melhor dizer: boca e ouvidos) com o mundo, nunca é tarde, principalmente para quem sabe o que falar e está atento para ouvir.

Leave a Reply

  

  

  

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>